Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Partilhe Artigo
X
A minha mulher decidiu amamentar!

A minha mulher decidiu amamentar!

 

Ver um bebé a mamar é lindo, especialmente quando é a mãe que o alimenta; mas eu também quero contribuir, a mãe não deve fazer tudo sozinha.

Terça, 24 de Maio de 2016

Pais e amamentação

 

Tomámos a decisão de amamentar em conjunto e eu fiquei muito contente por a minha mulher me pedir opinião, mesmo sabendo que ela faria o que lhe apetecesse. Agora sinto-me envolvido, sinto que faço parte de tudo, embora – confesso – de vez em quando sinta alguns ciúmes. Mas, fico feliz de estar presente nesses momentos inesquecíveis.

A minha mulher, a recém-mãe

O peito é – acima de tudo – objeto de desejo para os homens, mas agora é usado para alimentar o meu bebé. Não foi fácil para mim ver o bebé – desculpem a expressão – pendurado no peito da minha mulher, pois eu sentia ciúmes e sentia-me posto de lado. Como o peito da minha mulher está muito sensível devido à amamentação não tenho autorização para me chegar nem perto. Porque sou eu a estar de castigo, a culpa não é minha?!

Pois, no início não foi fácil vê-los em tal estado de felicidade, mas rapidamente achei comovente e fiz um esforço para me envolver na situação. Agora, quando vejo a minha mulher a dar de mamar, acho um momento verdadeiramente bonito.

A minha mulher decidiu amamentar! 

Confiante e tranquilizador

Para não me sentir posto de parte e inútil, ajudei a minha a minha mulher a amamentar. Ajudo-a acomodar-se de modo confortável e tento criar uma atmosfera relaxada. Às vezes seguro-a nos meus braços, assim tenho a impressão que também estou a dar de mamar, pelo menos quase!

Quanto aos pequenos percalços da amamentação, tornei-me um perito (mamadas compridas ou descoordenadas, ingurgitamento, mamilos gretados, etc.). Sei que a minha parceira coloca muita pressão sobre si mesma e nem sempre se sente à altura da tarefa,  mas eu estou lá para a tranquilizar, ajudá-la a relativizar as coisas e a ganhar novamente autoconfiança.

Diversificação alimentar: missão cumprida!

O nosso bebé já fez 7 meses e a diversificação alimentar não tem sido fácil. A minha mulher tem medo de já não estar tão próxima do bebé e está a achar difícil esta nova etapa, mas ambos vão ter de se habituar. Já posso ajudar mais, dando o biberão, mas a primeira vez que o fiz fiquei em stresse com medo de não saber fazê-lo bem. Agora já ganhei o jeito e é a minha mulher que olha para nós com ternura enquanto eu dou o biberão ao nosso bebé.

 

Ler mais

Junte-se ao Clube Bebé Nestlé

Ser mãe pode ser um descanso. Inscreva-se no nosso clube e receba informação personalizada para si e para o seu bebé!

  • presenteOfertas Exclusivas
  • newsletterInformação Personalizada
  • amostrasAmostras
  • Programa Educativo de NutriçãoPrograma Educativo de Nutrição

Inscreva-se já!

Saiba mais sobre as suas necessidades nutricionais
Artigo Comentários

Ainda não encontrou
O que procura?

Experimente a nova forma de pesquisar. Nós temos sempre ifnromação útil para si.