Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Partilhe Artigo
X
Terei leite suficiente para o meu bebé?

Terei leite suficiente para o meu bebé?

 

Eu quero amamentar, mas não tenho a certeza se o meu leite será suficientemente rico e se conseguirei produzir leite em quantidade suficiente para alimentar o meu bebé. O que posso fazer para maximizar a minha produção de leite?

Sexta-feira, 22 de Abril de 2016

Quantidade de leite

 

Não se preocupe: em circunstâncias saudáveis e de higiene normais, a glândula mamária possui a capacidade de produzir leite mais do que suficiente para o adequado crescimento e desenvolvimento do bebé. Vamos explicar-lhe o processo de produção de leite materno e dar-lhe alguns conselhos para produzir uma quantidade generosa de leite para o seu bebé.

 

O princípio da procura e da oferta

A produção de leite é um processo que evolui ao longo do tempo e que se adapta em função "da procura". A hipófise liberta duas hormonas, a prolactina e a oxitocina, que são responsáveis pela produção e pela sua subida e expulsão do leite (ingurgitamento dos peitos com leite), respetivamente. Este processo inicia-se a meio da gravidez, de modo a que este "mecanismo" esteja operacional quando o seu bebé chegar ao mundo, mesmo que o bebé nasça prematuramente.

  • No momento do parto (e às vezes mesmo antes) as mulheres começam a produzir o colostro, um "leite" espesso e doce, perfeitamente adaptado às necessidades do recém-nascido.
  • Posteriormente, entre os dois e os cinco dias após o parto, o colostro dá lugar ao leite de transição, comumente referido como a “subida do leite". Vai sentir o seu peito pesado, quente e congestionado. Às vezes pode ter uma sensação que o peito "vai estalar", que é totalmente nova e desconhecida. Isto é normal!
  • Depois das primeiras duas semanas de amamentação, o leite torna-se "leite maduro". A composição do leite materno varia ao longo de cada mamada e durante o período de amamentação de modo a satisfazer constantemente as necessidades de crescimento do bebé.

 

O que devo fazer na prática?

Pode alternar o peito que dá ao bebé em cada mamada (para ir esvaziando cada um deles completamente) ou, se preferir, alterne entre ambos durante a mesma mamada. Cada mãe deve eleger a melhor alternativa em função das suas necessidades e a que resultar melhor para a sua produção de leite.

 

Deixe o bebé marcar o ritmo!

Agora que está segura de que é capaz de produzir leite suficiente, pode estar a perguntar-se se está a alimentar o seu bebé com a regularidade adequada. Cada bebé é único. Não existem regras fixas quanto à duração das mamadas ou quanto à quantidade de leite a ingerir em cada mamada. Não há um número mínimo ou máximo de mamadas nem um intervalo particular entre elas que deva respeitar-se.

Durante os primeiros dois meses: os bebés mamam em média 8 a 12 vezes nas 24 horas, incluindo durante o período da noite. Quando o ritmo de amamentação está estabelecido: o seu bebé vai mamar a um ritmo regular estabelecido pelo próprio bebé.

 

Qual a duração média?

Tudo depende de quão vigorosamente o seu bebé mama, normalmente entre 10 e 30 minutos. Confie no seu bebé e deixe-o ditar a frequência e duração das refeições!

 

Leite em abundância!

A produção do leite materno depende também de um estilo de vida saudável da mãe. Aqui ficam conselhos para que a amamentação do bebé seja um sucesso:

  • Não consumir bebidas alcoólicas nem fumar;
  • Deve descansar sempre que possível (peça ajuda para tratar da casa e das refeições!)
  • Não inicie nenhum tipo de dietas (a amamentação ajuda-a a perder peso de forma natural)
  • Não salte as refeições (mesmo que as horas normais das refeições "escorreguem" um bocadinho!)
  • Limite o consumo de chá e café e beba abundantemente água ou infusões de ervas. É essencial para contribuir para produzir leite em quantidade suficiente.
  • Assegure uma alimentação equilibrada e variada. Coma diariamente cereais e derivados preferencialmente integrais, como massa, arroz, pão, batata; carne, peixe (em particular peixes gordos como sardinhas, cavala e salmão pelos seus famosos ácidos gordos ómega-3) ou ovos; fruta e vegetais crus e cozinhados; leite e derivados; e várias vezes por semana leguminosas, como lentilhas, feijão, favas, ervilhas, grão, etc.
  • Consuma alimentos, especiarias e ervas aromáticas que promovem a produção de leite como a cenoura, funcho, agriões, lentilhas, cevada, milho, cominhos, manjericão, coentros, e extrato de levedura, entre outros.

Ler mais

Junte-se ao Clube Bebé Nestlé

Ser mãe pode ser um descanso. Inscreva-se no nosso clube e receba informação personalizada para si e para o seu bebé!

  • presenteOfertas Exclusivas
  • newsletterInformação Personalizada
  • amostrasAmostras
  • Programa Educativo de NutriçãoPrograma Educativo de Nutrição

Inscreva-se já!

Saiba mais sobre as suas necessidades nutricionais
Artigo Comentários

Ainda não encontrou
O que procura?

Experimente a nova forma de pesquisar. Nós temos sempre ifnromação útil para si.