Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Partilhe Artigo
X
1, 2, 3... e num instante tem 20 dentinhos!

1, 2, 3… e num instante tem 20 dentinhos!

 

As bochechas do meu bebé estão coradas, ele está a babar-se muito e está um bocado rezingão. Será que começou a erupção dos primeiros dentes? Alguns conselhos, para aliviar a dor dele e antecipar o primeiro sorriso já com dentes, seriam muito bem-vindos!

Sexta-feira, 20 de Maio de 2016

A dentição do bebé

 

O processo de erupção da dentição decídua, comumente chamada dentição de “leite” pode doer. As gengivas aumentam de volume antes de o dente erupcionar o que pode provocar algum desconforto! Alguns bebés "sortudos" – com pais igualmente "sortudos" – passam pacificamente pelo processo de erupção dos primeiros dentinhos, mostrando apenas bochechas coradas. Outros podem sofrer um bocadinho mais. Siga os nossos conselhos de alívio da dor e leia as nossas dicas para manter os dentes do seu bebé saudável.

Quando devo esperar ser presenteada com o primeiro sorriso com dentes?

O primeiro dente aparece, em média, entre os seis e os oito meses, frequentemente no ponto médio da arcada inferior. Contudo, isto não é uma regra geral, as crianças têm diferentes timings de desenvolvimento, sendo que dentro de certos parâmetros as alterações não são patológicas. Qualquer dúvida deve contactar um médico dentista.

A ordem mais vulgar de rompimento dos dentes é: primeiro os incisivos, seguindo-se os primeiros molares de leite (por volta dos 12 meses), os caninos (por volta dos 18 meses) e – finalmente – os segundos molares de leite (por volta dos 24 meses). As fases de rompimento dos dentes diferem de bebé para bebé, sendo que pequenas alterações não são motivo para alarme.

Rompimento dos  dentes – os sinais óbvios

A erupção dos dentes vem muitas vezes aliada a sintomas desagradáveis. O aumento da salivação, inflamação das bochechas, diarreia leve, febre, sono agitado, maior irritabilidade, falta de apetite, hábito de levar objetos à boca são apenas alguns dos sinais/sintomas que o seu bebé pode apresentar durante este período.Em geral os sintomas são temporários, passando ao fim de poucas semanas.

Soluções para acalmar o bebé

Se o seu bebé está com dores e está à procura de um tratamento eficaz, pode pedir conselho ao seu pediatra. Contudo, há algumas coisas que pode fazer para aliviar o desconforto do bebé. E uma questão de descobrir a solução de que o bebé gosta mais!

  • Massajar suavemente as gengivas do bebé com uma dedeira pode ser tranquilizante e ajudar a aliviar a dor.
  • Dar ao bebé um anel de dentição/mordedor ou uma roca especial para o bebé chuchar e mastigar. Deve escolher estes objetos com cuidado, preferindo os de plástico mole, para não ferir as gengivas.
  • Em alguns casos, pode ser indicado o uso de um analgésico local e até a nível sistémico para aliviar a dor.
  • A terapia do mimo e dos abraços também funciona. Abraços e beijinhos extra podem fazer muita diferença!

Um sorriso brilhante dá trabalho

Os dentes de "leite" apesar de temporários são tão importantes quanto os definitivos. Para além da sua função na alimentação, são importantes na fala, na manutenção do espaço e alinhamento dos dentes definitivos.

As crianças podem ser, desde muito cedo, afetadas por lesões de cáries. Veja como adoptar a atitude mais correta...

  • Evite dar doces, guloseimas e refrigerantes ou sumos com açúcar. Hábitos indesejáveis como molhar a chucha no mel, adicionar açúcar ao biberão da noite ou juntar concentrados doces à água também devem ser evitados.
  • Escovar os dentes do bebé mal eles erupcionem. Em idades dos 0 aos 3 anos, deve escovar os dentes da sua criança de manhã e à noite, sendo esta ultima a mais importante. Escolha uma escova de dentes adequada ao tamanho da boca da criança sem pasta ou coloque muito pouca quantidade (como tamanho da unha do dedo mindinho da criança). Tente assegurar-se que a boca é bem enxaguada depois de lavar os dentes. Suplementos de flúor apenas estão recomendados em casos muitos especificos e por isso devem apenas ser prescritos pelo odontopediatra do seu filho.

Como os problemas dentários podem surgir bastante cedo, recomenda-se que a primeira consulta se realize a partir do momento em que nasçam os primeiros dentes, no decorrer do primeiro ano de vida. Nesta primeira consulta receberá aconselhamento sobre a saúde oral do seu filho e é também uma boa oportunidade para a sua criança conhecer o dentista e para se familiarizar com os aparelhos e ambiente de um consultório, sobretudo porque terá de lá voltar regularmente!

 

Artigo revisto pela Médica Dentista Beatriz Saúde.

Ler mais

Junte-se ao Clube Bebé Nestlé

Ser mãe pode ser um descanso. Inscreva-se no nosso clube e receba informação personalizada para si e para o seu bebé!

  • Ofertas ExclusivasOfertas Exclusivas
  • Benefit 3Informação Personalizada
  • Amostras e Vales
  • Programa Educativo de NutriçãoPrograma Educativo de Nutrição

Inscreva-se já!

Conteúdo Relacionado
Artigo Comentários