Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Partilhe Artigo
X
Escolha cuidadosamente os biberões

Escolha cuidadosamente os biberões

 

Se não pode ou não quer amamentar, vai precisar de comprar biberões. Como escolher os melhores biberões que se adaptam às necessidades do seu bebé e também às suas próprias?

Quinta-feira, 28 de Abril de 2016

Escolher o biberão

 

Os biberões e as tetinas vão ser utilizadas várias vezes ao dia e durante muito tempo, pelo que são muito importantes! Para ter uma ideia da magnitude da tarefa que tem pela sua frente, dê uma volta pela secção de biberões que existem à venda na sua farmácia ou no seu supermercado habitual: há uma oferta muito variada de biberões. Desde biberões de vidro ou de plástico, normal ou anatómico, com diferentes capacidades (dos 50 aos 340ml), sem e com pegas, etc. A variedade de biberões é enorme! Isto para não falar no leque de tetinas que tem à sua escolha. Aqui ficam os nossos conselhos para evitar que esta compra essencial se transforme num pesadelo!

 

Vidro ou plástico?

Tudo depende da idade do seu bebé. Os biberões de vidro, fáceis de esterilizar, são adequados para recém-nascidos. Os biberões de plástico são mais leves e não partem, sendo mais adequado para quando o bebé já consegue segurar no biberão sozinho. A desvantagem do plástico é que tende a ficar baço e riscado com as repetidas esterilizações e lavagens. Em ambos os casos, verifique se o tamanho e a forma dos biberões são adequados ao seu esterilizador de biberões.

Nota: Os modelos com bases destacáveis são mais fáceis de limpar. Pelo contrário, biberões com pegas incorporadas tornam mais difícil a tarefa de limpeza.

 

Biberões Anti-refluxo

Existem duas escolas de pensamento no que se refere a estes biberões:

  • Uma que defende os benefícios dos biberões anti-refluxo, biberões em ângulo (ângulo de 30°), pois são mais simples para os pais e evitam que o bebé engula ar em excesso. Estes biberões, conhecidos como biberões anti-refluxo, são utilizados normalmente desde o nascimento até ao primeiro ano de idade.
  • A outra escola de pensamento considera que os biberões anti-refluxo, biberões em ângulo, são pouco eficazes.

Assim, a decisão é pessoal e depende de cada um. Uma coisa a terem mente: o biberão que escolher deve ser fácil de limpar.

 

Que tamanhos e formas escolher?

No início, os biberões com menor capacidade são perfeitamente suficientes (90 ml/120 ml). Estes biberões de pequeno formato podem servir mais tarde para a água ou sumos de fruta. Posteriormente, será necessário biberões de maior capacidade (de 240 ml a 340 ml).

Em termos de forma, cada modelo tem as suas particularidades:

  • Cilíndricos: a versão mais comum de biberão, apropriado para todo o tipo de usos;
  • Triangulares: fácil de segurar e limpar e muito estáveis;
  • Largos: a boca larga do biberão permite verter facilmente o leite materno ou leite infantil no biberão e é de limpeza fácil;
  • Ergonómicos: a sua forma facilita ao bebé segurar o biberão com as mãos;
  • Em ângulo: chamado também de biberão anti-refluxo.

Um conselho: Declare guerra às bactérias que adoram proliferar no fundo do biberão. Com a ajuda de uma escova própria para lavar biberões, lave e esfregue bem o fundo dos biberões, e enxague bem. Depois coloque os biberões a secar virados para baixo sobre papel absorvente.

 

Quantos biberões devo comprar?

Será sempre útil ter cerca de meia dúzia de biberões. Quando devem ser substituídos? Os biberões devem ser substituídos quando o vidro ou plástico começarem a ficar riscados ou rachados. É aconselhável renovar o stock de biberões todos os anos.

 

Tetina de silicone, borracha, látex ou tetinas especiais para facilitar a transição do aleitamento materno para o biberão: qual escolher?

  • O critério nº1 é evitar misturar biberões e tetinas de diferentes marcas, de modo a assegurar a compatibilidade e a máxima eficiência.
  • Tamanho e velocidade de fluxo: as tetinas com um furo só são adequadas para bebés do nascimento ao 1º a 2º mês de idade. As tetinas com dois, três ou quatro furos (fluxo lento, médio e rápido) são recomendadas a partir dos 3 a 4 meses. As tetinas com diferentes velocidades de fluxo (com cortes transversais) poderão ser necessárias se começar a misturar papa de cereais no leite ou se precisar de espessar o leite infantil. Em termos gerais, cada bebé é diferente e cada um vai ficar a preferir um determinado tipo de tetinas. Um bebé mais sôfrego passará mais rapidamente para uma tetina de fluxo mais rápido, enquanto um bebé mais tranquilo que prefere tomar o seu biberão mais calmamente, permanecerá mais tempo com tetinas de fluxo mais lento.
  • E então como fazer a transição do peito para o biberão? Algumas marcas têm biberões e tetinas especialmente desenhados para imitar, tão próximo quanto possível, o aleitamento ao peito. Estes biberões podem ser úteis para ajudar o seu bebé a fazer a transição do peito para a tetina!

Que material é melhor? As tetinas de borracha ficam gradualmente mais moles e devem ser substituídas regularmente. As tetinas de silicone não têm gosto nem cheiro, mas são mais duras sobretudo quando são novas e é preciso algum tempo para que o bebé as "molde à sua boca". O seu bebé tem pois a decisão final nesta matéria!

 

3520 é o número médio de biberões que um bebé toma durante os primeiros três anos de vida!

Ler mais

Junte-se ao Clube Bebé Nestlé

Ser mãe pode ser um descanso. Inscreva-se no nosso clube e receba informação personalizada para si e para o seu bebé!

  • Ofertas ExclusivasOfertas Exclusivas
  • Benefit 3Informação Personalizada
  • Amostras e Vales
  • Programa Educativo de NutriçãoPrograma Educativo de Nutrição

Inscreva-se já!

Conteúdo Relacionado
Artigo Comentários