Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Partilhe Artigo
X
Estou a pensar ter um bebé! Vou fazer um check-up!

Estou a pensar ter um bebé! Vou fazer um check-up!

 

A decisão está tomada: Eu quero ter um bebé! De repente tornou-se muito claro para mim, que este é o meu maior desejo… 

Terça, 5 de Abril de 2016

Mas antes de embarcar nesta grande aventura da maternidade, tenho ouvido dizer que é melhor fazer um check-up médico. Em que consiste?

Sem dúvida alguma que sabe que uma mulher grávida tem de ter muito mais cuidado com a sua saúde. Mas será que também sabe que é recomendado fazer um check-up antes de engravidar, ou caso não seja possível, no início da gravidez (desde que toma a decisão de ter um bebé até aos 3 meses de gestação). Trata-se de um exame médico completo para avaliar o estado de saúde da futura mamã. Apesar desta prática ainda ser escassa, permite-lhe ter todas as possibilidades a seu favor, para disfrutar de uma gravidez calma e sem sobressaltos.

 

O meu check-up médico!

Primeira etapa: marque uma consulta com o seu médico de clínica geral ou ginecologista e conte-lhe o seu desejo de ter um bebé. Na consulta médica vão ser analisados e avaliados diversos parâmetros que podem ter influência na sua gravidez, além dos exames habituais, como pressão arterial, ritmo cardíaco, etc.:

  • Peso. A magreza extrema ou o excesso de peso são fatores de risco, especialmente para a hipertensão associada à gravidez. 
  • Doenças específicas, como asma, problemas cardíacos, insuficiência cardíaca, problemas de tiroide, etc.
  • História familiar, por exemplo de diabetes.
  • Vacinas atualizadas. Se for necessário o seu médico pode prescrever determinadas vacinas, em particular da rubéola e do tétano, que devem ser feitas três meses antes de engravidar.
  • Tratamentos médicos. A toma de determinados medicamentos que esteja a fazer pode afetar adversamente o desenvolvimento bebé, como antibióticos, tratamentos para emagrecer, antidepressivos, medicação para a epilepsia, etc. 

Também pode fazer este check-up no caso de não estar a conseguir engravidar... Seria uma boa oportunidade para falar com o seu médico sobre os eventuais problemas em engravidar. Além disso, o seu médico também pode explicar-lhe como funcionam os testes de ovulação, que detetam os períodos mais férteis para tentar engravidar. De qualquer maneira pode ficar descansada: são raras as mulheres que conseguem engravidar imediatamente. É preciso ter um pouco de paciência!

 

Alguns exames complementares!

Dependendo dos casos, o seu médico ou ginecologista pode prescrever os seguintes exames complementares:

  • Uma análise ao sangue para saber se a futura mãe é imune à toxoplasmose e à rubéola.
  • Uma análise aos vírus da hepatite B e C, e ao do HIV.
  • Uma análise para verificar a ausência de proteínas e açúcar na urina, e assim evitar o risco de vir a ter problemas de rins ou diabetes.

 

Garantir as necessidades em  ácido fólico e o ferro! 

A toma de ácido fólico (ou vitamina B9) em suplementos é hoje em dia uma recomendação unânime pela comunidade científica. Esta vitamina é essencial desde os primeiros dias da sua gravidez para a formação do tubo neural do bebé. É por isso imprescindível tomar um suplemento no caso de haver uma possível deficiência: alimentação desequilibrada, gravidez de gémeos, tomar medicação que iniba a absorção desta vitamina (antiepiléticos e alguns antidiabéticos) ou se existirem antecedentes de malformação do tubo neural na família. A toma do suplemento de ácido fólico deve iniciar-se dois meses antes de engravidar e deve ser continuada durante o primeiro trimestre de gravidez. A importância desta vitamina é tal, que no nosso país já é prescrita sistematicamente mesmo sem fatores de risco, tal como em alguns países. Se for necessário, o seu médico irá prescrever também um suplemento de ferro.

 

Adeus, tabaco e álcool!

Esta consulta vai permitir-lhe identificar alguns maus hábitos que deverá abandonar e, se for necessário, dar-lhe a ajuda que precisa para o conseguir. Durante os próximos 9 meses, vai ser você quem fornece ao seu bebé tudo o que precisa para se desenvolver. E vice-versa, tudo o que é mau para si, definitivamente vai ser mau para o bebé. A placenta funciona como uma verdadeira "esponja" transferindo de imediato tudo aquilo consome ao bebé. E é por isso que:

  • Álcool. O consumo de álcool está totalmente desaconselhado! Beber nem que seja um único pequeno copo de álcool pode ter consequências para o bebé! 
  • Drogas. O consumo de drogas tem de ser obviamente suspenso! 
  • Tabaco. Idealmente assim que decide engravidar deve deixar de fumar. O seu médico pode aconselhá-la sobre os adesivos e outros substitutos da nicotina.
  • E obviamente, para preparar da melhor forma a sua gravidez, procure seguir uma alimentação saudável, completa e equilibrada, associada a uma prática de atividade física regular (como subir escadas!). 

Não se esqueça que está a preparar o ninho para o seu futuro bebé. Todas estas precauções vão ajudar a torná-lo o mais acolhedor possível! Não é espetacular saber que pode atuar logo desde o primeiro momento em que pensa ter bebé, para assegurar uma futura e bem-sucedida gravidez? 

Ler mais

Junte-se ao Clube Bebé Nestlé

Ser mãe pode ser um descanso. Inscreva-se no nosso clube e receba informação personalizada para si e para o seu bebé!

  • Ofertas ExclusivasOfertas Exclusivas
  • Benefit 3Informação Personalizada
  • Amostras e Vales
  • Programa Educativo de NutriçãoPrograma Educativo de Nutrição

Inscreva-se já!

Conteúdo Relacionado
Artigo Comentários