Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Partilhe Artigo
X
Já somos três: pai, mãe e bebé!

Já somos três: pai, mãe e bebé!

 

Sonharam em conjunto com o vosso bebé e, agora que ele chegou, estão felizes! Mas, a vida do casal está perturbada. Como seguir em frente, passar de um casal sem filhos para pais, sem se esquecerem de si próprios?

Terça, 24 de Maio de 2016

Somos pais!

 

Não nascemos pais, mas tornamo-nos pais, e esta ocupação é a única para a qual não existem cursos que nos ensinem a ser pais! Ao tornar-se uma mãe e um pai, descobre-se um novo papel na vida. O casal precisa de se reorganizar, as prioridades mudam e os desejos também.

 

Que abalo!

Um bebé em casa é uma experiência que transforma a vida. Não só porque é necessário mudar fraldas ou levantar-se a meio da noite para alimentar o bebé! A chegada de um bebé também traz sentimentos que não sabia ter, desperta uma sensibilidade previamente desconhecida… Apenas vivendo esta experiência é que se consegue avaliar bem esta "convulsão".

Apesar de nas primeiras semanas poderem colocar-se um pouco "à parte", os pais também sentem estas alterações. Você pode ajudá-lo a entrar no seu novo papel – o de pai! É pois essencial transformar a relação especial que tem com o seu bebé, numa genuína relação a três: mãe, pai e bebé. Para algumas dicas úteis, visite a secção "O Pai". Além disso, não se esqueça do programa "Aqui vai, para o Pai" que ajuda os jovens pais nesta bonita aventura.

Quando nos tornamos pais, as perguntas abundam: serei capaz? Amarei o meu bebé? Existe realmente um instinto materno? E o instinto do pai? Perguntas deste tipo são totalmente naturais, mas por vezes é apenas necessário olhar para o bebé para obter uma resposta. Afinal, é o bebé que nos ensina a tornarmo-nos pais…

 

Complementaridade genuína

São necessários dois para ter um bebé e, idealmente, dois para o educar. A imagem Romana de familias onde o pai é uma figura autoritária – um chefe de família – que nunca alimenta ou cuida do bebé está completamente fora de moda. Os "novos pais" já podem tirar licença de paternidade, uma comprovação de que os papéis são e devem, efetivamente,  ser partilhados. A maior parte dos pais estão mais que dispostos a desempenhar o seu papel!Assim, disfrutem ao máximo da situação apoiando-se um no outro. Por exemplo, à noite façam turnos para ir ver como está o bebé… Quando um estiver cansado, o outro pode assumir o controlo, mudando a fralda ou dando um banho ao bebé. Dia-a-dia, a relação a três vai sendo construída.

 

E como fica o casal no meio disto tudo?

Quando o seu bebé chega é naturalíssimo que se foque nele, negligenciando um pouco o seu parceiro. Contudo, assegure-se que este estado não dura demais! A sua vida conjugal nunca mais será a mesma, porque não tirar partido da oportunidade e reinventá-la a dois?

É claro que ambos têm menos tempo, mas "onde há vontade, há sempre um caminho"! Aproveite mesmo as mais pequenas ocasiões para darem um ao outro uma massagem ou para serem sensuais. Quando o bebé finalmente adormece não há nada melhor do que um banho para descontrair... juntos, claro! Se já não faz programas à noite, o que há de melhor do que um bom jantar a dois, seguido de uma noite aconchegante ou até picante!

Não se esqueça dos avós! Eles podem tomar conta do seu bebé de vez em quando, e ficam deliciados com a oportunidade.

Ler mais

Junte-se ao Clube Bebé Nestlé

Ser mãe pode ser um descanso. Inscreva-se no nosso clube e receba informação personalizada para si e para o seu bebé!

  • Ofertas ExclusivasOfertas Exclusivas
  • Benefit 3Informação Personalizada
  • Amostras e Vales
  • Programa Educativo de NutriçãoPrograma Educativo de Nutrição

Inscreva-se já!

Conteúdo Relacionado
Artigo Comentários