6-12 meses
Programa Educativo de Nutrição
Add this post to favorites

O seu guia para a introdução de sólidos

Parabéns! Chegou a este marco importante da vida do seu bebé.

7min ler Ago 18, 2016

O seu guia para a introdução de sólidos

Parabéns! Chegou a este marco importante da vida do seu bebé. Divirta-se a dar-lhe os seus primeiros sólidos. A introdução dos sólidos na alimentação do seu bebé representa uma nova etapa empolgante no seu desenvolvimento, mas também suscita muitas perguntas. Poderá questionar-se sobre os alimentos sólidos que deve dar primeiro, sobre a preparação do seu bebé para esta etapa e sobre a forma de iniciar este processo. As orientações seguintes irão ajudá-la nesta nova etapa importante.

Grande aporte nutritivo para barrigas pequenas

Após os seis meses, os bebés necessitam de ingerir outros alimentos que não o leite materno para apoiar o seu crescimento e desenvolvimento. Como eles ainda têm uma barriga pequena, esses alimentos devem ser muito nutritivos. O ferro é um nutriente importante, que os bebés precisam com esta idade, pelo que os primeiros alimentos a introduzir deverão ser ricos em ferro. A carne representa uma grande fonte de ferro e é recomendada como um dos primeiros alimentos a oferecer ao seu bebé.

Uma papa que contêm cereais enriquecidos em ferro também tem um grande aporte nutritivo para essas pequenas barrigas. São concebidas para fornecer os nutrientes essenciais em pequenas porções, perfeitas para uma pequena barriga que não consegue ingerir muita comida de cada vez. As papas infantis são fáceis de digerir, e sendo enriquecidas em ferro, representam outra boa opção para o bebé provar os primeiros sólidos. Comece com uma consistência mais lisa e líquida, passando para uma textura mais espessa à medida que o seu bebé se vai habituando a comer com a colher. Assim, consegue acompanhar o ritmo de desenvolvimento das suas capacidades alimentares. Introduzir novas texturas e novos sabores no momento certo desempenha um papel importante no estabelecimento de hábitos alimentares saudáveis para toda a vida.

Como saber se o meu bebé está preparado?

Os bebés pequenos ainda precisam de desenvolver as capacidades necessárias para movimentar os alimentos sólidos na sua boca e conseguirem engoli-los. Com 6 meses de idade, o seu bebé já terá desenvolvido as capacidades motoras necessárias para se sentar para comer, tirar a comida da colher e afastar a cara quando está satisfeito.

Esteja atenta aos marcos seguintes:

  • Senta-se sem ajuda porque já tem o controlo da parte superior do seu corpo.
  • Vira a cabeça para um lado e para o outro.
  • Mexe a língua para a frente e para trás num ritmo suave quando aproxima uma pequena colher dos seus lábios. Ele consegue assim apanhar a comida e engoli-la. Poderá demorar alguns dias até ele se habituar a comer com a colher, mas irá aprender rapidamente!

 

TOME NOTA

É sempre boa ideia falar da diversificação alimentar com o seu pediatra na consulta dos 6 meses do bebé.

Um bom aporte nutritivo à colher

Os bebés crescem rapidamente e têm necessidades nutricionais especificas. As papas infantis enriquecidas fornecem uma mistura de vitaminas do complexo B, zinco, cálcio, ferro e vitamina E, todos essenciais para o seu rápido crescimento. O aporte nutritivo das papas infantis enriquecidas em ferro podem representar uma parte importante da alimentação do bebé até aos 2 anos de idade.

Preparar o terreno para a sua primeira experiência

Apresentamos-lhe algumas dicas para preparar o seu bebé para comer a sua primeira colher de comida infantil.

  • Amamente para que ele esteja tranquilo e não sinta demasiada fome.
  • Leve o seu tempo. Escolha um momento do dia em que não está com pressa.
  • Escolha a colher adequada. Use uma colher pequena própria para bebés, que seja revestida para proteger as gengivas sensíveis do seu bebé.
  • Sente-o numa cadeira infantil, assegurando-se de que a sua cabeça está numa posição bem vertical, e não inclinada para trás.
  • Deixe-o explorar. Coloque um pouco de puré ou de papa no tabuleiro da cadeira de papa para que possa “pintar com os dedos” e familiarizar-se com a textura. Deixe-o explorar o toque e o cheiro da comida. É uma experiência divertida e ao mesmo tempo caótica! Mantenha o seu sentido de humor e tenha a máquina fotográfica à mão, pronta a disparar.
  • Primeira colherada! Sente-se de frente para o seu bebé e segure uma colher meia cheia a uma distância de cerca de 30cm da cara dele. Chame a atenção dele e leve a colher até à sua boca. Para a primeira colherada, tente colocar um pouco de comida nos seus lábios. Se este sabor lhe agradar, coloque-lhe então a colher na boca quando ele a abrir. Adapte-se ao ritmo do seu bebé, dando a comida mais ou menos lentamente conforme o seu desejo, estando sempre atenta aos sinais de saciedade. É tudo uma questão de experiência!
  • Tente e volte a tentar. Não fique surpreendida se o seu bebé deitar logo fora o primeiro alimento. É um reflexo natural. Se tiver a sensação de que a experiência não agrada ao seu bebé, não insista e tente numa próxima oportunidade.

 

TOME NOTA

O leite materno continua a ser a principal fonte de alimentação do seu bebé. Trata-se agora de introduzir novos sabores e novas texturas; é um período de exploração.

Dicas para introduzir papas enriquecidas com ferro: ​

  • Comece pelas variedades de arroz, milho ou aveia. Oferecendo ao seu bebé sempre que possível um cereal de cada vez, conseguirá identificar qualquer eventual reação ou sensibilidade alimentar – tal como erupção cutânea, diarreia ou vomito – que o seu bebé possa apresentar a uma novo alimento. 
  • A preparação da papa infantil nunca deve ser dada ao bebé dentro de um biberão, mas sim apenas com a colher, salvo indicação em contrário do seu pediatra.
  • Quando começar com a papa, é conveniente misturá-la com leite materno. Passe para uma consistência mais espessa quando o seu bebé aceitar sem problemas a textura fina. 
  • Prepare apenas a quantidade que pensa que ele irá comer. Não guarde a papa que sobrou, já que as bactérias podem desenvolver-se muito facilmente. 

Dica principal

Esperar 3 dias antes de introduzir um novo alimento permite-lhe observar qualquer sinal de intolerância ou sensibilidade, tal como erupção cutânea, diarreia, nariz a pingar ou vómito. Se suspeitar de uma reação, não volte a dar esse novo alimento ao seu bebé antes de falar com o pediatra.

Um dia na dieta do seu bebé de 6 a 7 meses

Este dia típico foi elaborado por especialistas em nutrição, com o intuito de a ajudar a satisfazer os objetivos nutricionais do seu bebé de 6 a 7 meses. Umas vezes comerá mais e outras menos, pelo que é importante respeitar os sinais de fome e saciedade do seu bebé.

 

Alimentos para mais tarde

Oferecer ao seu bebé alimentos destinados aos adultos, tais como bebidas açucaradas, batatas fritas ou bolachas, poderá parecer uma guloseima para o seu pequeno, mas esses alimentos não oferecem muito em termos nutricionais. Os bebés precisam de alimentos ricos em nutrientes, que fornecem nutrientes importantes em relação à quantidade de calorias que devem ingerir na sua idade.

Não dê açúcar nem sal

Alguns bebés provam petiscos salgados, batatas fritas e refrigerante com 7 ou 8 meses. Esses alimentos não são, de todo, recomendados para crianças tão pequenas, que podem sentir-se satisfeitas com eles, antes de ingerir alimentos mais nutritivos. Por outro lado, isso também contribui para o estabelecimento precoce de maus hábitos alimentares, que poderão ser difíceis de contrariar com o passar do tempo.

Não ofereça bebidas açucaradas

As bebidas açucaradas não devem fazer parte da alimentação infantil. Pelo seu elevado teor de açúcar, os especialistas em saúde e nutrição, não os recomendam durante o primeiro ano de vida do bebé.

Espere antes de introduzir o leite de vaca

A OMS e outras entidades como a ESPGHAN não recomendam o leite de vaca antes dos 12 meses de idade, de preferência 36 meses. O leite de vaca é desequilibrado, tem excesso de proteína, é pobre em ferro e tem gordura saturada. 

CONSULTE O SEU MÉDICO

Se possível opte por um leite infantil adequado, após os 12 meses de idade. Aconselhe-se com o seu pediatra.

Evite o risco de asfixia

O seu bebé irá começar por comer alimentos finamente triturados, ao que se seguirá uma textura mais espessa, até chegar aos pequenos pedaços. Poderá pensar que ele já está pronto para passar para a fase seguinte, mas não dê ao seu bebé alimentos conhecidos por representar um risco de asfixia até aos 4 anos, pelo menos.

 

Alguns alimentos que podem representar um risco de asfixia:

  • Nozes, sementes e pipocas;
  • Pedaços grandes de carne ou de ave;
  • Colher cheia de manteiga de amendoim;
  • Frutas e legumes duros, crus ou grossos, tais como ervilha, cenoura crua, pimento, maçã ou ainda pêssego, pera ou ameixa;
  • Rebuçado duro ou mole;
  • Passas ou bagos de uva.

 

Esta infografia é meramente indicativa, pelo que deve sempre seguir as indicações do seu profissional de saúde.