Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Partilhe Artigo
X
A habituação ao biberão

A habituação ao biberão

 

Depois de semanas e até meses de amamentar em exclusivo o seu bebé, chegada do biberão de leite materno ou leite infantil é uma enorme alteração da nossa rotina. Como posso garantir que esta transição se faz sem sobressaltos?

Quarta-feira, 27 de Abril de 2016

Do peito ao biberão

 

Há que dizer a verdade: o primeiro biberão de leite nem sempre corre bem! O bebé pode chorar e rejeitar tudo o que não seja o seu peito. Se a amamentação tem estado a correr bem, a mãe poderá sentir-se ansiosa por causa desta segunda "separação" e ficar mais sensível e emocionada com a reação intensa do seu bebé. Muitas vezes o excesso de emoções resulta num mar de lágrimas. Isso deixa o pai compreensivo mas provavelmente confundido e atordoado com todo este novo stresse. O que pode fazer? Seja paciente, duplique a dose de amor, ajudem-se mutuamente e aprendam a lidar juntos com esta nova ferramenta, o biberão, que a partir de agora passa a ser um objeto sempre presente nas vossas vidas.

 

A sucção do leite é completamente diferente na tetina

  • Este facto, pouco conhecido, explica em parte as dificuldades que o bebé poderá encontrar. Para agarrar o peito, o seu bebé abre bem a boca para colocar o mamilo encostado à zona mole do céu-da-boca (palato mole). O bebé usa o maxilar para fazer pressão na zona inferior da aréola, ao mesmo tempo que achata a aréola e o mamilo com a língua para fazer sair o leite.
  • A sucção num biberão é completamente diferente deste processo dinâmico! A tetina é muito mais dura e rígida e entra sem qualquer esforço na boca do bebé. O leite sai sozinho e o bebé não necessita de utilizar a língua ou o maxilar para fazer sair o leite.

Logicamente a chegada do biberão à rotina diária do seu bebé é ao início no mínimo um pouco desestabilizadora. Depois da intimidade partilhada com a mãe na amamentação e de semanas passadas em aprendizagem para se tornar numa perita em amamentação, vem agora pedir ao seu bebé que altere os seus hábitos. No entanto, o seu bebé simplesmente adora rotinas! Se o final da amamentação exige também a introdução de um leite infantil, o seu bebé também terá de habituar-se a um novo sabor do leite. Isto explica a sua relutância e até desagrado, que demonstra e manifesta através do choro.

 

Não deixe o seu bebé na expectativa

Assim que o seu bebé dominar a "técnica" de beber o leite pelo biberão, como pode ajudá-lo a habituar-se a esta nova forma de se alimentar?

Em primeiro lugar, deve falar com o seu bebé sobre o que vai mudar. Explique-lhe com detalhe todas as mudanças que vão ocorrer e todas as novas experiências que ele vai descobrir.

Em segundo lugar, não hesite em partilhar algum sentimento ou remorso que tenha por ter de reduzir lentamente ou progressivamente a amamentação ao peito.

E em terceiro lugar, o pai, a tia, a sua amiga e a ama do bebé, todos vão poder ocupar o seu lugar e alimentar o seu bebé à vez. Depois de meses e meses em que eram apenas os dois, alternando mamadas, mudanças de fralda e passeios no carrinho, não será maravilhoso ter algum tempo para si?

 

O primeiro biberão

Vai provavelmente sentir-se um pouco nervosa, o que é perfeitamente normal. Se o seu mais que tudo se recusar a tomar o biberão, peça ao pai ou a outra pessoa que lhe dê o biberão. Não entre em pânico. Ainda poderá ter de batalhar durante alguns dias mas ao fim de algum tempo o seu bebé vai acabar por desistir e acabará por aceitar beber o leite de uma vez pelo biberão.

Um conselho: comece a dar o biberão com o leite materno. Mesmo que o seu bebé estranhe não estar ao seu peito, o cheiro e a temperatura não serem iguais, pelo menos ainda vai ter o mesmo sabor. Se avançar e passar logo para o biberão de leite infantil, seja paciente e confie no seu pequenino que em breve vai apanhar-lhe o jeito e as suas papilas gustativas vão habituar-se ao novo sabor.

Os nossos conselhos para o primeiro biberão do bebé:

  • Encontrem um lugar sossegado em que possam estar confortáveis.
  • Ponha um babete ao bebé, agite o biberão e verifique se a temperatura do leite está boa, deixando cair umas gotas de leite na parte interior do seu pulso.
  • Segure a cabeça do bebé com o seu antebraço e apoie o cotovelo no braço do sofá.
  • Agarre o biberão a meio e incline-o de maneira a que a tetina esteja cheia de leite para que o seu bebé engula a menor quantidade de ar possível. Se for necessário alinhe a velocidade de saída do leite com a boca do bebé.
  • Um sinal que o bebé está a succionar bem, é o aparecimento de pequenas bolhas de ar ao longo da parede do biberão. Se não for este o caso, experimente desapertar ligeiramente a argola que segura a tetina.
  • No final do biberão coloque o seu bebé direito e ajude-o a arrotar.

 

Todos os problemas têm uma solução

  • O seu bebé está-se a engasgar com o leite e está a sair leite da sua boca enquanto toma o biberão? O leite está a sair muito depressa. Aperte a argola que segura a tetina e reduza a velocidade de saída do leite.
  • O seu bebé está com dificuldade em extrair o leite? Experimente utilizar tetinas de borracha, que são mais suaves e flexíveis que as feitas de silicone.
  • O seu bebé leva uma eternidade a tomar o biberão? Desaperte ligeiramente a argola que segura a tetina para que o leite saía um pouco mais depressa.
  • Não consegue que o seu bebé arrote? Não se preocupe, mude a posição do bebé. Se não funcionar, tente ajudá-lo a arrotar a meio da refeição.

 

Testemunho:

Luísa, mãe de Matilde, de 6 meses (amamentada)

"Eu estava muito preocupada por começar a dar biberão, tanto por minha causa como pela minha filha. Para não alterar a rotina dela, nem a minha, tirei algum leite e dei-lhe o seu primeiro biberão com leite materno numa das refeições da tarde, ao mesmo tempo que lhe explicava que a partir de agora este seria o seu lanche da tarde. No primeiro dia ela não gostou muito mas eu mantive o mesmo ritual toda a semana e ela acabou por aceitá-lo sem reclamar."

Paulo, pai do Hugo, 1 ano

"A minha mulher deu de mamar durante três meses. Quinze dias antes de recomeçar a trabalhar, começámos a transição para o leite infantil. A pedido da minha mulher, e para grande alegria minha, eu dei-lhe o seu primeiro biberão. Para não distrair o bebé neste delicado momento, a minha mulher explicou ao nosso filho que o pai ia dar-lhe de comer e saiu para dar uma volta a pé. Depois de mais ou menos um quarto de hora a tentar, o meu filho e eu apanhámos-lhe o jeito perfeitamente."

Ler mais

Junte-se ao Clube Bebé Nestlé

Ser mãe pode ser um descanso. Inscreva-se no nosso clube e receba informação personalizada para si e para o seu bebé!

  • presenteOfertas Exclusivas
  • newsletterInformação Personalizada
  • amostrasAmostras
  • Programa Educativo de NutriçãoPrograma Educativo de Nutrição

Inscreva-se já!

Saiba mais sobre as suas necessidades nutricionais
Artigo Comentários

Ainda não encontrou
O que procura?

Experimente a nova forma de pesquisar. Nós temos sempre ifnromação útil para si.