Pós-parto
Programa Educativo de Nutrição
Add this post to favorites

Planear amamentação

3min ler Ago 2, 2016

ESTÁ A PENSAR AMAMENTAR? ALGUMAS MEDIDAS PRÁTICAS PARA TOMAR APÓS O PARTO

Como sabe, o leite materno constitui o melhor alimento para o bebé até aos 6 meses, e até mesmo após a introdução de outros alimentos. Se souber o que esperar após o parto, conseguirá conceber uma estratégia mental para poder desfrutar de cada momento em que amamenta e cuida do seu bebé.

Apresentamos-lhe algumas dicas para que possa começar bem:

 

APÓS O NASCIMENTO DO SEU BEBÉ

  • Amamente logo que possível. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que a mãe amamente tão cedo quanto possível após o parto, de preferência na primeira hora. O seu bebé pode assim beneficiar logo de proteínas de fácil digestão, vitaminas e minerais, bem como de anticorpos de proteção presentes no colostro, o líquido translúcido e amarelado secretado pelas mamas até à transição para o leite maduro, que ocorre nos 2 a 3 dias seguintes.
  • Pratique o contacto pele a pele. Informe a equipa de profissionais que a assiste durante o parto do seu desejo de colocar o bebé sobre o seu peito, num contacto pele a pele, logo após o nascimento e até ao fim da primeira mamada. Faça isso tantas vezes quanto puder durante os primeiros meses para ajudar o seu bebé a ter mamadas tranquilas e ajudá-la, a si, a ter uma boa produção de leite.
  • Amamente quando o bebé tiver fome. Amamente o seu bebé sempre que ele estiver com fome, o que deverá corresponder a pelo menos 8 a 12 mamadas num período de 24 horas.
  • Ofereça as duas mamas. Amamente de ambas as mamas para igualar a produção de leite materno nas suas mamas. Deixe o seu bebé esvaziar uma mama antes de lhe oferecer a outra. Se ele recusar a segunda mama, comece por oferecer essa ao próximo sinal de fome.
  • Não se preocupe com limites de tempo. É melhor não definir um limite de tempo para a mamada, mas sim deixar o seu bebé mamar até se sentir satisfeito. Alguns bebés são rápidos a comer; outros, nem por isso.
  • Esteja atenta a sinais de fome. É melhor não esperar que o seu bebé comece a chorar para lhe dar de mamar. Em vez disso, esteja atenta a sinais de fome, tal como um aumento da vigilância, o reflexo de busca e preensão (à procura de um mamilo) ou o reflexo de sucção.
  • Após uma cesariana. Mesmo que o seu bebé tenha nascido de cesariana, continua a ser importante que o amamente logo que possível. Poderá achar a posição “em bola de râguebi” mais confortável, pelo facto de exercer menos pressão na sua cicatriz. (Imagine a forma como um jogador de râguebi agarra na bola – é essa a ideia).

 

ANTES DE SAIR DO HOSPITAL

  • Peça a opinião de um profissional. Peça a uma conselheira em aleitamento materno para observar a sua amamentação e fazer sugestões.
  • Aprenda a extrair o leite manualmente. Extrair o seu leite de forma manual poderá ser o quanto basta para aliviar a tensão da mama se esta estiver muito cheia, principalmente no momento de passagem do leite de transição para o leite maduro, nos 2 a 3 dias a seguir ao parto. Isso irá facilitar a pega do seu bebé.
  • Tome nota dos nomes e números de telefone. Obtenha o nome e número de telefone dos profissionais de saúde do hospital especializados em amamentação que poderá contactar para pedir conselhos ou colocar as suas dúvidas após o seu regresso a casa com o bebé.

 

EM CASA

  • Ligue para colocar as suas perguntas. Se tiver dúvidas ou perguntas sobre a amamentação, peça orientação ao seu médico, a uma conselheira em aleitamento materno, ou até mesmo a uma amiga ou familiar que tenha sido bem sucedida com a amamentação.
  • Não hesite em pedir ajuda assim que sentir dor ou desconforto ao tentar amamentar.