Artigo
Add this post to favorites

10 dicas de poupança para ter os essenciais do bebé

Determinar quanto poupar para um bebé pode ser uma tarefa assustadora. Siga as nossas dicas fáceis de poupança para futuros pais, desde criar um orçamento familiar até comprar apenas os essenciais para o bebé — e comece a planear para o seu bebé com orçamento limitado!

5min ler Abr 14, 2021
  • Informe-se sobre subsídios 

    Candidate-se a subsídios para o bebé se tiver direito a algum onde vive. Isto pode ser sob a forma de uma prestação única quando o bebé nasce, uma prestação semanal ou mensal ou vales para cuidados infantis ou alimentação. Tudo ajuda quando está a planear ter um bebé com orçamento limitado. Consulte o website do governo para ver se é elegível, pois tal pode depender do seu estatuto profissional, rendimento do agregado familiar e número e idade dos seus filhos.

 

  • Comece a criar um orçamento familiar

    As apps de gestão de dinheiro são ótimas para rastrear o dinheiro que entra e sai da sua conta. Uma boa forma de fazer um orçamento é seguir a regra 50/30/20, ou seja, 50% do seu orçamento para o essencial (por exemplo, renda ou hipoteca, contas e alimentação), 30% para outras despesas e 20% para poupança. Se ficar com saldo negativo depois de determinar quanto poupar para um bebé, veja quais as despesas não essenciais em que poderá cortar.

 

  • Poupe para o seu bebé 

    Pondere abrir uma conta poupança júnior quando o seu bebé nascer, pois poderá não ter de pagar impostos sobre o montante poupado. Uma abordagem sensata consiste em programar uma transferência bancária regular para depositar dinheiro na conta todos os meses. Desse modo, o dinheiro será acumulado antes mesmo de sentir falta dele, e terá a paz de espírito de saber que o seu pé-de-meia cresce juntamente com o seu bebé.  Quer esteja a pôr dinheiro de parte para comprar equipamento do bebé ou a criar uma reserva para estudos, vale a pena pesquisar as melhores taxas de juro para que possa poupar o máximo para o futuro do seu filho. 

 

  • Fazer compras para um bebé com orçamento limitado? 

    Faça uma lista dos essenciais para o bebé e tente comprar apenas artigos de que realmente precisa. Por exemplo, cadeirinha auto, berço, carrinho de bebé, fraldas, alguns babygros, bodies e um cobertor para bebé. Caso pretenda realizar um chá de bebé, pode sempre criar uma lista de presentes e pedir às pessoas que contribuam para alguns dos artigos mais dispendiosos. Não tem a certeza se vai precisar de alguma coisa? Pergunte aos amigos e familiares com experiência. Por exemplo, pode não valer a pena comprar muitas roupas e acessórios de amamentação ou equipamento de alimentação com biberão até ver como funcionam os seus planos de alimentação. Eles podem também ter outras dicas de poupança para pais. 

 

  • Procure ofertas

    Peça a amigos e familiares roupa de criança que já não sirva — eles podem aproveitar a oportunidade para fazer uma arrumação geral. Dependendo do local onde vive e do seu médico, pode até ter direito a um cabaz de bebé gratuito, cheio de artigos essenciais! A Finlândia tem vindo a oferecer cabazes às recém-mamãs desde os anos 30, e agora outros países começam a seguir o exemplo.  Informe-se junto do seu governo ou médico se tem algo semelhante a receber. 

 

  • Pesquise "encontrar uma biblioteca de brinquedos perto de mim"

    Descubra se existe uma biblioteca de brinquedos local perto de si: por uma pequena taxa de adesão poderá ter acesso a centenas de brinquedos, jogos e livros para o seu pequenote. Poupará dinheiro e ele ganhará horas intermináveis de diversão.  

 

  • Compre essenciais para o bebé em segunda mão

    Consulte grupos locais do Facebook e websites de venda em segunda mão para procurar essenciais para o bebé. É frequente encontrar artigos dispendiosos à venda, ainda em excelentes condições, mas a uma fração do custo da venda a retalho. Alguém disse: "um Bugaboo a preço de saldo"?

 

  • Experimente fraldas reutilizáveis

    Seja gentil com o ambiente e com a sua carteira. Estima-se que é possível poupar até quase 2 euros por dia (com base em sete trocas de fralda) utilizando fraldas de pano reutilizáveis em comparação com fraldas descartáveis. Ou seja, cerca de 500 euros por ano! Haverá alguns custos iniciais, dependendo do tipo de fralda de pano pelo qual optar, mas deve conseguir recuperar facilmente o investimento até ao segundo ano — especialmente se houver um irmão ou irmã a caminho. 

 

  • Compre em grandes quantidades

    As fraldas de pano não são para todos, e com um milhão de outras tarefas parentais na sua lista, tal não constitui um problema. Poderá sempre optar por comprar em grandes quantidades ou subscrever um serviço de assinatura para compras regulares, tais como fraldas descartáveis. Lembre-se, porém, de que o seu bebé não ficará assim tão pequeno para sempre, por isso terá de mudar o tipo e o tamanho da fralda à medida que ele cresce. 

 

  • Amamente, se puder! 

    Além de proporcionar a nutrição ideal para o início de vida do bebé, o que justifica que a Organização Mundial de Saúde recomende a amamentação exclusiva durante (pelo menos) os seis primeiros meses, a amamentação é também a forma mais económica de alimentar o seu bebé. Assim, com as suas finanças e orçamento familiar tratados, descubra agora como se pode preparar emocionalmente para a maternidade aqui