Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Partilhe Artigo
X
Os melhores alimentos para o meu bebé

Os melhores alimentos para o meu bebé

 

Uma alimentação adequada determina grande parte do desenvolvimento e crescimento do seu bebé.

Quinta-feira, 14 de Abril de 2016

Uma alimentação equilibrada que inclua os micronutrientes essenciais é a melhor forma de garantir uma vida saudável para o seu bebé. A escolha de alimentos que contenham um elevado índice de cálcio é fundamental para ajudar na formação de ossos e dentes fortes. O ferro é outro dos micronutrientes essenciais pois contribui no desenvolvimento do cérebro. Outros exemplos são o zinco que fortalece o sistema imunitário e o iodo que ajuda o desenvolvimento não só do cérebro como do sistema nervoso. A Vitamina A e B são as duas especialmente relevantes para o seu filho; a vitamina A contribui para o desenvolvimento da visão e a vitamina D para a absorção de cálcio. Igualmente importante é o papel da vitamina B no sentido de fornecer uma quantidade ideal de energia às suas crianças ativas!

 

Existe uma grande variedade de alimentos que fornecem estes micronutrientes e portanto é fundamental dar ao seu filho uma alimentação equilibrada que inclua vegetais, lípidos, proteínas e hidratos de carbono.

 

Os hidratos de carbono (também conhecidos como açúcares) são fontes importantes de energia, e normalmente compõem 50-70% da nossa dieta. Os cereais são um exemplo de uma boa fonte de hidratos de carbono. Os lípidos também são outro exemplo de fonte de energia; fornecem duas vezes mais energia que os hidratos de carbono, e as crianças ativas necessitam de muita energia. No entanto, é importante evitar os ácidos gordos saturados (provenientes de alimentos de origem animal) e dar ácidos gordos insaturados (provenientes de alimentos de origem vegetal). Por fim, embora possam ser difíceis de digerir, as fibras também deverão fazer parte de qualquer dieta após o sistema digestivo estar formado. Cereais integrais, vegetais, leguminosas, fruta e frutos secos são todos exemplos de boas fontes de fibras.

 

A proteína é o terceiro macro-nutriente essencial e trata-se do mais importante de todos. Tem um papel fundamental no desenvolvimento do cérebro e dos músculos. Durante os primeiros 4-6 meses de idade do seu bebé, o aleitamento materno é a melhor forma de regular os níveis de proteína. O leite materno tem a quantidade ideal de proteína, respondendo de forma perfeita às necessidades do seu bebé. Tem a maior concentração de proteína permitida para um recém-nascido, que irá gradualmente diminuir à medida que o seu bebé crescer e o seu ritmo de crescimento abrandar.

 

Quando o seu bebé começar a consumir alimentos sólidos em detrimento de leite materno, é natural que os níveis de proteínas ingeridas aumentem bastante. Apesar das mães manterem a recomendação diária de dois copos de leite, incluem também outras fontes proteicas presentes na dieta familiar (carne, peixe e leguminosas). Assim sendo, acaba-se por ultrapassar a quantidade proteica recomendada para pequenas crianças. Por esse mesmo motivo é importante limitar o consumo de proteínas por parte do seu bebé até aos dois anos de idade, optando por fórmulas infantis com o com um teor proteico adequado para estas idades.

Ler mais

Junte-se ao Clube Bebé Nestlé

Ser mãe pode ser um descanso. Inscreva-se no nosso clube e receba informação personalizada para si e para o seu bebé!

  • presenteOfertas Exclusivas
  • newsletterInformação Personalizada
  • amostrasAmostras
  • Programa Educativo de NutriçãoPrograma Educativo de Nutrição

Inscreva-se já!

Saiba mais sobre as suas necessidades nutricionais
Artigo Comentários

Ainda não encontrou
O que procura?

Experimente a nova forma de pesquisar. Nós temos sempre ifnromação útil para si.